PreResi — Negócio dos RIB está em risco
Skip to content

PreResi

Sections
Personal tools
You are here: Home » Notícias » Negócio dos RIB está em risco

Negócio dos RIB está em risco

Document Actions
A recente redefinição do conceito de "resíduos industriais" estará a contribuir para um desvio das quantidades de resíduos industriais banais (RIB) depositadas em aterros de RIB para os aterros de resíduos sólidos urbanos (RSU). Esta é uma das alterações que o novo regime geral dos resíduos veio introduzir e que está a por em risco o futuro do negócio.

O decreto-lei nº 239/97, até há pouco em vigor, entendia por "resíduos industriais" todos os que eram gerados em actividades industriais. Mas a legislação mais recente (decreto-lei nº 178/2006) veio rectificar que os resíduos industriais são apenas os resíduos gerados em processos produtivos industriais. Assim, ficam de fora os resíduos que ainda que sejam gerados em actividades industriais, não resultem dos processos produtivos propriamente ditos. Do lado dos operadores do mercado, a alteração tem sido muito sentida.

No caso, por exemplo, da Lena Ambiente, a quantidade de resíduos industriais recepcionados nos aterros diminuiu para um terço. "No primeiro trimestre de 2006 recepcionámos 7500 toneladas de resíduos, mas no mesmo período deste ano só recebemos duas mil toneladas", contabiliza Paulino da Silva, presidente da Lena Ambiente, que detém dois aterros de RIB. "No mínimo perdemos qualquer coisa como 150 mil euros nesse período", estima.

Esta é uma situação que também não está alheia à entrada em vigor da nova taxa de resíduos – igualmente estipulada no regime geral de resíduos – que fixa em cinco euros por tonelada a deposição em aterro RIB e dois euros em aterro de RSU. Os valores estarão, alegadamente a favorecer a deposição de RIB em aterros de RSU.

Para mais, ver:

AmbienteOnline

Created by sacramento
Last modified 2007-05-24 15:09
 

Powered by Plone

This site conforms to the following standards: